Aqui é o Arthur Farache, CEO da Hurst Capital.  

Escrevo hoje para contar que estamos entrando em uma nova fase na nossa relação com investidores, possíveis clientes e todo o público interessado no mercado dos Ativos Reais através dessa newsletter. 

Se você está lendo este texto, é porque demonstrou algum tipo de interesse pelo nosso mercado – e isso realmente me deixa muito feliz.  

Estamos falando de uma forma de investir relativamente nova no Brasil, e meu papel e de toda minha equipe é levar o conhecimento sobre os Ativos Reais para o maior número possível de pessoas e democratizar o acesso a esses investimentos. 

É uma tarefa complexa tendo em vista o perfil conservador da maioria dos investidores brasileiros e até mesmo dos bancos, corretoras e gestores.  

Mas não é impossível. E nós temos comprovado isso a cada dia – para ser mais específico,  1095 dias. 

A história que quero te contar hoje tem tudo a ver com isso. É a história dessa maratona que temos percorrido nos últimos três anos.

Tudo começou com três sócios – eu, Leonardo Vianna e Carlos de Carvalho -, a partir de uma percepção de que as taxas de juros no mundo todo estavam em queda e que, muito em breve, isso chegaria ao país.  

Dessa forma, era essencial que os investidores voltassem suas atenções para ativos descorrelacionados com a Bolsa e, principalmente, fora do guarda-chuva da renda fixa. 

Foi assim que chegamos aos ativos reais, que já haviam se popularizado no mundo durante a crise do subprime em 2008 e se mostrado bastante resilientes em momentos como aquele. 

Entretanto, o fato decisivo para o surgimento da Hurst foi a observação de que a maioria dos gestores do Brasil permaneciam focados e viciados em um mercado em que a renda fixa oferecia um retorno muito alto – algo que já ficou no passado. 

Dessa forma, para que o investidor brasileiro tivesse acesso aos ativos reais, era essencial que o mercado se educasse a respeito dessa classe e que tivesse profissionais focados em oferecer essas oportunidades. 

Unimos, então, a necessidade do mercado e a expertise de profissionais que originaram operações durante anos para grandes brancos e instituições financeiras e chegamos ao modelo que consideramos ideal hoje. 

Eliminamos agentes intermediários desnecessários e diminuímos, assim, os conflitos de interesses que acabavam com a rentabilidade. 

Reunimos profissionais extremamente capacitados e gastamos sola de sapato buscando as melhores oportunidades do mercado através de um rigoroso processo de due diligence e originação. 

E, assim, nos consagramos líderes no mercado na América Latina estruturando operações de títulos públicos judiciais, recebíveis empresariais, incorporação imobiliária e royalties musicais. 

Olhando em um primeiro momento parece simples, certo? 

Mas a realidade é bem diferente.  

Como citei, o investidor brasileiro tende a uma postura muito mais conservadora, o que torna nosso trabalho de apresentar um novo cenário muito mais difícil. 

Entretanto, posso te dizer que estamos colhendo bons resultados: somos o primeiro ecossistema de ativos reais do mercado brasileiro, com mais de R$400 milhões originados para 3 ml investidores ativos em 10 países. 

Fomos os responsáveis por introduzir no Brasil a possibilidade de investir em royalties musicais – um mercado em expansão no exterior há muitos anos. 

Utilizamos de tecnologia proprietária para levar essas oportunidades ao investir do varejo, algo que antes só estava disponível aos ultra-ricos. 

E tudo isso só foi possível porque investimentos no nosso maior ativo: as pessoas. 

Tudo começa e termina nas pessoas.  

Trabalho de profissionais com anos de experiência em suas áreas, com conhecimentos avançados sobre o mercado financeiro e a área jurídica. 

Acima disso tudo, pessoas reais e que acreditam na tese de investimento que criamos. 

E acreditam TANTO, que uma das nossas regras de política interna é que todos os sócios são obrigados a investirem em todas as operações que abrimos na nossa plataforma. 

Foi a nossa maneira de demonstrar que estamos totalmente no jogo, junto com quem investe. 

Mesmo que essa regra não existisse, eu posso te garantir que todos investiriam por vontade própria. 

Só quem realmente acredita no que vende é capaz de entrar de cabeça nessa ideia, que vai contra tudo que o mercado financeiro já te ofereceu. 

É importante te também explicar que enquanto empresa somos regulados pela CVM como plataforma de investimento online de acordo com a Instrução CVM nº 588/17 e pelo Banco Central como corresponde bancário da Fidúcia instituição financeira, conforme Resolução do Conselho Monetário Nacional nº 3.954/11 (desculpa o juridiquês).. 

Além de definirem os critérios e a forma com que esses ativos são estruturados e colocados em captação, as duas entidades também realizam a devida fiscalização. 

Ter essa regulação é uma das maiores garantias que oferecemos aos nossos investidores. 

Entretanto, não é a única. 

Nós gostamos de entregar a maior transparência e confiança possíveis.  

Queremos investidores que não tenham nenhuma dúvida com relação a segurança de onde estão investindo seu dinheiro e que tenham plena consciência do funcionamento da nossa plataforma. 

Conhecemos todos pelo nome, e sabemos quais são as operações que mais fazem sentido para suas carteiras. 

Conquistar clientes fiéis, entregar resultados com excelência, estruturar operações que nenhum outro lugar te oferece… 

Tudo isso só foi possível com muito trabalho. E esse é o nosso maior objetivo. 

Queremos mostrar que o “jeito faria limer” não é a única maneira de se ganhar dinheiro investindo. 

Na verdade, é uma forma bastante ultrapassada e que mantém o dinheiro circulando entre as mesmas mãos. 

Eu quero que você conheça o JEITO HURST – e é para isso que vou me dedicar com afinco nas nossas próximas comunicações através dessa newsletter. 

Esse será nosso canal de comunicação direta e reta, um “papo na real” sobre tudo aquilo que acontece no mercado e como isso se entrelaça aos investimentos em ativos reais e ao trabalho da Hurst. 

Você pode sempre sugerir temas e conteúdos através do formulário que está no final desta mensagem ou através dos nossos canais nas redes sociais.

Indique este conteúdo para pessoas do círculo que gostariam de ter acesso às informações mais quentes do mundo dos ativos reais…  

Um abraço! 

Privacy Preference Center