Matéria do Institutional Asset Manager, site do Reino Unido especializado em investimentos, fala sobre a tendência dos gestores para diminuir a taxa de administração de seus fundos de investimentos e como os ativos alternativos acabam sendo utilizados por alguns destes profissionais para justificar e manter a cobrança de taxas e o desempenho dos fundos.

A escolha de gestores por ativos alternativos

Uma pesquisa levantada pelo site mostra que 60% dos gestores entrevistados acreditam que haverá uma pressão contínua para reduzir as taxas de administração dos fundos de investimentos.

Essa previsão se deve ao fato de que os agentes do mercado irão cada vez mais  atrás de custos mais baixos para investir o seu dinheiro. Dessa maneira, na medida que a concorrência na originação de investimentos aumentar, o mercado optará por menos custo e mais estabilidade.

Os gestores preveem que as classes de ativos tradicionais serão as mais atingidas, assim como os títulos do governo e os corporativos.

Joe Docker, diretor executivo da Alpha FMC, conta que aqueles gestores que recebem remuneração significativa devido as altas taxas cobradas dos investidores (como taxa de administração e taxa de performance), e que ao mesmo tempo, acabam oferecendo um desempenho fraco, terão que justificar a cobrança exagerada.

Este é mais um dos motivos que fez com que a pressão para que os gestores revisassem os custos que estão ofertando aos seus investidores aumentasse.

Conheça nossa nova série de cartas de grandes gestores

Atendimento especializado seria justificativa da cobrança de taxas mais altas

Com a ameaça financeira causada pela pandemia, serviços especializados de investimento apresentam uma oportunidade para os gestores de ativos justificarem suas taxas.

Um quarto dos entrevistados acredita que abordagens especializadas são suficiente para poder cobrar taxas mais altas hoje. Isso é devido aos custos operacionais mais altos incorridos pela necessidade de recursos especializados. No entanto, nenhum entrevistado acreditava que continuaria sendo capaz de justificar taxas mais altas em três anos.

É interessante que os gestores estejam buscando lançar produtos em classes de ativos que não possuem um custo alto. Assim, podem oferecer uma taxa mais atrativa para o investidor, sem correr o risco de afetar a sua remuneração. Não obstante, vale ressaltar que muitos não antecipam essa tendência e continuam com as mesmas cobranças.

Mas, como a tendência é a redução de cada vez mais os custos impostos aos investidores, os gestores precisarão reduzir sua base de custos para reduzir as taxas cobradas no médio prazo.

Os gestores apontam que é possível manter uma rentabilidade expressiva e custos mais baixos através de ativos alternativos. Eles serão usados não só nos próximos fundos que serão lançados, mas também incorporados nos já existentes.

E, em último lugar, para aqueles que ainda tentam cobrar taxas de administração altas, os ativos alternativos teriam sido escolhidos como uma justificativa para manter o padrão do fundo e da cobrança.

 

Nota do autor

Um grande mal para o investidor é justamente a cobrança exagerada de taxas que em muitos casos vem resultante da alta quantidade de intermediários entre o investimento e o investidor. Aqui na Hurst, possibilitamos que você consiga adquirir ativos alternativos sem precisar de intermediários.

Por isso, somos capazes de oferecer um custo mais baixo para você, assim como uma rentabilidade mais atrativa que pode chegar a 20% ao ano.

Para conhecer as oportunidades disponíveis agora, clique aqui

Para ler a matéria na íntegra, acesse:

https://www.institutionalassetmanager.co.uk/2020/06/04/286222/asset-managers-look-alternative-assets-justify-management-fees