CCB é a abreviação de Cédula de Crédito Bancário, uma forma de investir que se encaixa nas definições de renda fixa. 

Neste artigo abordaremos o que é um CCB, como funciona o investimento nesse tipo de título, as principais vantagens e exemplos de CCB. 

O que é CCB? 

A Cédula de Crédito Bancário é um título de crédito, emitido por uma pessoa física ou empresa e que tem como favorecida uma instituição financeira que pode ou não ser um banco. 

Trata-se de um documento pelo qual o investidor empresta seu dinheiro com a promessa de pagamento com juros em uma data definida. 

Em resumo: o CCB é um documento que oficializa um empréstimo de recursos e que garante que ele será pago. 

O CCB foi criado através da lei federal nº 10.931 em 02/08/2004. 

A Cédula de Crédito Bancária pode ser transferida para outro credor desde que o credor original esteja de acordo. 

Em 2017 o projeto de lei nº 8.987/17 autorizou a emissão da Cédula de Crédito Bancário Digital, que permitiu a negociada de CCBs pela internet. 

 Características da Cédula de Crédito Bancário ou CCB 

Algumas características do CCB devem estar explícitas de forma clara e objetiva ao investidor. 

São elas: 

  • Valor mínimo do aporte; 
  • Vencimento do investimento; 
  • Rentabilidade; 
  • Qual indexador será utilizado; 
  • Formas de liquidação; 
  • Garantias do investidor. 

Existem determinados pré-requisitos para que o investimento possa ser caracterizado como CCB. 

Em primeiro lugar, estamos falando de um título que pode ser executado extrajudicialmente com dinâmica judicial simplificada. 

Na prática, isso quer dizer que o devedor pode ser acionado sem a necessidade de entrar na justiça. 

Isso garante uma maior agilidade na execução das garantias, conforme disposto no artigo 26 da lei que regulamentou o CCB. 

Por ser caracterizado como um investimento em renda fixa, o CCB está sujeito ao Imposto de Renda retido na fonte. 

Isso quer dizer que na data do resgate, o imposto será descontado de forma automática, diretamente da sua rentabilidade. 

Por que investir em CCB? 

O principal motivo que atrai investidores para apostarem na Cédula de Crédito Bancário é sua rentabilidade, que costuma ser mais atrativa do que a de outros produtos de renda fixa. 

Outro ponto importante é que em alguns casos o CCB é emitido com uma garantia real – um imóvel, por exemplo – que pode ser executado em caso de inadimplência. 

Isso garante maior segurança ao investidor de que seu dinheiro não será perdido. 

E como todo investimento em renda fixa, para aqueles que possuem um perfil mais conservador, a Cédula de Crédito Bancário possui rentabilidade pré-fixada. 

Assim, quem investe sabe exatamente quanto seu dinheiro irá render. 

Para quem busca diversificação dentro da renda fixa e maiores rentabilidades, o CCB pode ser uma ótima opção. 

Acesse nossa PÁGINA DE OPERAÇÕES e conheça as oportunidades disponíveis.