A indústria cinematográfica é composta pelas produções de cinema exibidas em salas especiais, na TV e nos streamings. Depois das consequências da interrupção de atividades devido à pandemia, em 2020, o setor passou a mostrar forte recuperação. Além disso, as perspectivas de médio e longo prazo são otimistas. 

Para quem deseja fazer o próprio dinheiro render, o setor pode ser uma oportunidade de obter bons resultados. Antes de explorar essa alternativa, entretanto, é fundamental conhecer quais são os investimentos disponíveis e como eles funcionam. 

A seguir, confira o desempenho da indústria cinematográfica nos últimos anos e veja quais são as oportunidades que ela traz para os investidores! 

Qual é o cenário atual da indústria cinematográfica no mundo? 

Segundo o relatório anual divulgado pela Motion Pictures Association, o mercado de cinema e home entertainment (como as plataformas de streaming) movimentou quase US$ 100 bilhões em 2021. O número é 24% maior que em 2020 e maior que os resultados pré-pandêmicos de 2019. 

O mesmo relatório aponta outros dados importantes, como o crescimento de 7% no número de telas de cinema pelo mundo. Com isso, houve mais investimentos na exibição de filmes ao público — tanto com a abertura de novos cinemas, quanto pela expansão dos já existentes. 

Em relação às receitas, 2021 foi um ano positivo — inclusive graças à flexibilização de diversas medidas da pandemia. Ao longo do ano, o crescimento das bilheterias foi de quase 12%. 

Ao pensar no mercado brasileiro, o cinema também apresentou recuperação. No primeiro semestre de 2022, o público aumentou 485%. 

O que esperar desse mercado nos próximos anos? 

Para os próximos anos, as expectativas para o setor são positivas.  

Entre 2022 e 2030, é esperado que o mercado global de filmes e entretenimento alcance quase US$ 170 bilhões. Nesse caso, há a previsão de um crescimento médio anual de 7,2%. 

Só o segmento de filmes estava avaliado em US$ 50 bilhões em 2021 e poderá alcançar US$ 91 bilhões, em 2030. No geral, isso se deve também ao avanço da tecnologia e ao interesse crescente das novas gerações por esse tipo de conteúdo de entretenimento. 

Enquanto isso, é esperado que as receitas cresçam em um ritmo ainda mais intenso. A projeção é de aumento de 21% ao ano até 2025. Se o resultado se concretizar, o crescimento será da ordem de US$ 21 bilhões. 

Por que investir em cinema? 

Após conhecer as perspectivas do mercado cinematográfico, vale a pena considerar a possibilidade de investir em cinema. Na prática, há diversas vantagens sobre essa decisão. Uma delas envolve o fato de o segmento não apenas ser consolidado, mas também estar em desenvolvimento. 

Com o avanço da tecnologia e a criação de mais serviços de streaming, por exemplo, o público aumentou o consumo de conteúdos — e os filmes já não dependem apenas das salas de cinema para serem um sucesso. Como consequência, há mais oportunidades de lucrar com esse setor. 

Ademais, o investimento em cinema pode ajudar a diversificar a sua carteira. Isso acontece porque ele é uma modalidade alternativa e descorrelacionada do mercado convencional. Assim, os movimentos do mercado financeiro podem não afetar o segmento cinematográfico. 

Ao adotar a estratégia, você pode diminuir os riscos gerais do portfólio. Ainda, investir em cinema é um modo de fomentar a cultura e incentivar o desenvolvimento da indústria. Por isso, essa opção pode ajudar a realizar um investimento com propósito. 

Quais são as oportunidades para investir em cinema? 

Considerando as possibilidades trazidas pelo investimento em cinema, vale a pena explorar as alternativas nesse sentido. 

Uma oportunidade bastante lembrada envolve o uso de leis de incentivo fiscal. Como o nome indica, elas permitem realizar descontos no Imposto de Renda (IR) ao patrocinar determinados projetos culturais. 

Porém, para fazer o dinheiro render, é interessante buscar investimentos, propriamente ditos. Entre eles, há as opções que existem no mercado convencional, como ao investir em empresas de streaming. No entanto, essa solução garante exposição indireta e reduzida. 

Já com os investimentos alternativos, como o crowdfunding, é possível aproveitar os resultados desse mercado diretamente. Ele funciona como um financiamento coletivo, já que capta recursos de diferentes investidores. 

O dinheiro pode ser utilizado para financiar o desenvolvimento de um projeto, como as filmagens de uma obra cinematográfica. Já o lucro tende a ser obtido com a venda dos direitos do filme para distribuidoras, por exemplo. 

Dessa maneira, é possível lucrar com o potencial desenvolvimento do projeto, dependendo das condições de negociação pelos direitos de exibição. 

Como investir nessa indústria e diversificar o portfólio?  

Como você viu, o investimento na indústria cinematográfica pode ser realizado de diversas maneiras, sendo que as modalidades alternativas são especialmente interessantes. Antes de alocar os recursos, entretanto, é preciso considerar o seu perfil de investidor e os seus objetivos financeiros. 

O perfil está relacionado ao nível de tolerância ao risco e os objetivos aos resultados que devem ser alcançados em determinados períodos. É importante que você tenha um nível maior de tolerância ao risco e queira realizar planos de médio a longo prazo. 

A partir disso, é preciso buscar uma plataforma de ativos reais para investir em um crowdfunding relacionado ao mercado cinematográfico. Na Hurst Capital, uma possibilidade é o investimento na produção do filme Swimming Home. 

Ele conta com um elenco e com produtores relevantes no mercado, aumentando as chances de o filme ser negociado nos grandes festivais de cinema. Além disso, a oportunidade já foi validada por outros investidores, o que pode torná-la mais atraente. 

Ao considerar os riscos, as principais ameaças são um eventual estouro no orçamento, atraso na finalização do filme ou uma negociação com distribuidoras abaixo do esperado. Porém, os riscos são acompanhados de um maior potencial de retorno.  

Além disso, com a Hurst, você aproveita a tokenização de ativos. Ao investir o valor mínimo, você adquire um token, que pode ser negociado se você quiser se desfazer do investimento antes do prazo. Assim, há como ter mais liquidez com essa alternativa. 

Neste artigo, você conferiu o crescimento da indústria cinematográfica e compreendeu quais são as oportunidades que ela traz para quem investe. Ao contar com investimentos alternativos no setor, é possível diluir os riscos e até potencializar a rentabilização do seu patrimônio. 

Quer participar de um investimento ligado ao cinema?  

Confira o Investimento em Produção Audiovisual #01/2022 – Swimming Home!